horário de atendimento

 Iimformacoes turisticas gif3

O Município de Derrubadas localiza-se no Noroeste do Estado do RS, pertence a zona fisiográfica  nº 7 denominada Alto Uruguai, na Região Celeiro, distando por via rodoviária 498 km da Capital do Estado.

A área do município de Derrubadas é de 363,40 km², incluindo a área do Parque Florestal Estadual do Turvo com 174 km.

A população do município quando emancipado era de 4.476 habitantes, segundo Levantamento Sócio econômico realizado pela Prefeitura Municipal em 1993, formada por alemães, italianos, poloneses e caboclos.

Derrubadas limita-se ao Norte com a República Argentina e o Estado de Santa Catarina, ao Sul com o município de Tenente Portela, ao Leste com os municípios de Barra do Guarita e Tenente Portela e ao Oeste com o município de Três Passos.

Fatores como altitude, latitude, proximidades com as águas e com as grandes florestas, influem no clima de uma Região. Baseados nestes fatores caracterizamos o clima do Município de Derrubadas como ameno, sem calores e sem frios excessivos.

De modo geral as chuvas são regulares. No entanto esporadicamente ocorrem deficiências hídricas nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro.

Normalmente no inverno correm geadas leves especialmente nos meses de Junho e Julho, sendo, raras, precoces e tardias.

A temperatura média anual do município é de 19,1ºC e a precipitação pluviométrica é de 1800mm.

Os meses mais quentes são Dezembro, Janeiro e Fevereiro.

Os ventos são regulares e freqüentes predominando os de orientação Norte.

Em 20 de agosto de 1966 verificou-se a última nevada no município.

Nos meses de inverno ocorrem nevoeiros, uma cerração densa e rasteira que encobre toda a paisagem. Isto ocorre porque estamos localizados próximos a Bacia do Rio Uruguai e do Rio Turvo. Em conseqüência disso o sol só consegue aparecer ao meio dia.

O relevo do município de Derrubadas apresenta-se ondulado em aproximadamente 55%. Torna-se acidentado em 40%, principalmente ao descer do nível dos Rios e arroios que formam a Bacia do Rio Uruguai e do Rio Turvo, restando apenas 5% de topografia plana.

A vegetação da área do Município de Derrubadas é a mata latifoliada subtropical, a qual pode ser comprovada através do Parque Florestal Estadual do Turvo. Além desta área, existem aproximadamente 1800 hectares de mata espalhados em pequenos pontos do município.

A hidrografia do Município de Derrubadas é formada pelos seguintes Rios, Lajeados e Sangas, com seus respectivos afluentes na área do município.

RIO URUGUAI – divisa com a República Argentina. Tem como afluentes Rio Parizinho, Lajeado Salto Grande, Mae Rosa, Lajeado Calistro e Rio Turvo.

RIO PARIZINHO – divisa com Tenente Portela e Barra do Guarita. Tem com afluentes Lajeado Bonifácio, Lajeado Librino, Lajeado Pinhalzinho e Lajeado Bonita.

RIO TURVO – divisa com Três Passos. Tem como afluentes Lajeado Jaques, Lajeado Barra Grande, Lajeado Derrubadas, Colorada, Cedro marcado e Sanga do Cotovelo.

LAJEADO CEDRO MARCADO – divisa com Tenente Portela. São afluentes: Lajeado Olhos da’água, herval Novo, Sociedade Macaco e Sanga queimada.

LAJEADO PINHALZINHO – divisa com Tenente Portela. Tem como afluentes Sanga do Lima, Sanga do Lindolfo, Sanga do Ermitério e do Fausto.

A base da economia é o setor primário, sustentando-se na agropecuária. Desde a colonização a economia passou por quatro períodos distintos :

PERÍODO DA MADEIRA - início da colonização, com a exploração da madeira para comércio, construção de casas e demais dependências.

PERÍODO DA CULTURA DE SUBSISTÊNCIA – época em que os colonizadores preparavam a terra para a produção de feijão, arroz, mandioca, milho e trigo, além da criação de aves, suínos e bovinos em pequena escala.

PERÍODO DA SUINOCULTURA – a produção de suínos teve incentivo, o preço era compensador, pois as grandes plantações de milho e mandioca barateavam os custos de produção.

PERÍODO DA MONOCULTURA – com o desenvolvimento tecnológico ouve a mecanização das lavouras e consequentemente uma rápida modernização da agricultura.

O binômio trigo – soja tomou o lugar das atividades agropecuárias diversificadas.

Atualmente as culturas trigo e soja atravessam grandes dificuldades, acarretadas pelas altas taxas de juros e frustrações de safras, levando os agricultores a buscarem novas alternativas, diversificando a produção. Pode-se destacar : cultura de milho, citricultura, gado leiteiro, piscicultura, suinocultura, além do cultivo de produtos para subsistência.

O comércio e a indústria em nosso Município são poucos expressos. Podemos citar os seguintes estabelecimentos comerciais e industriais: açougues, mercados, lojas, farmácia, posto de combustível, marcenaria, serraria, moinho, fábrica de queijos e bares.

O setor educacional é formado por 14 escolas sendo 4 estaduais e 10 municipais. Destas, duas são escolas de 1º(primeiro) grau completo e pertence a rede estadual, ficando uma na sede e outra na localidade de Barra Grande. Também na sede existe 2º grau.a localidade de Barra G